quinta-feira, 14 de junho de 2018

Maternidade

Há tempo para tudo...

Esses dias me peguei pensando nisso e vi e ouvi de várias formas sobre ter tempo, saber viver o tempo. E como reclamamos que não temos tempo para nada, não é mesmo?

Eu procuro, mesmo que mentalmente, organizar meu dia seguinte: Levanto e sem menos perceber já está escuro novamente e não fiz o que havia planejado.. faltou tempo ou deixei que me roubassem esse tempo?

Por muitas vezes no inicio da maternidade você não consegue controlar muito seus horários pois o dia a dia com a criança é uma caixinha de surpresas. Eles estão a todo tempo se descobrindo e conhecendo ao mundo ao seu redor - há dias muito divertidos, mas há dias de muito choro, de manhas e de doenças então tudo que você havia programado simplesmente vai por água abaixo.

Hoje estou numa fase que me permito até ficar sem "fazer" nada, porque para mim, "fazer" nada por um período é revigorante. É claro que são momentos pontuais, pois quando temos um negócio próprio nossa mente não pára, mas como disse, as vezes me permito esse ócio mental.. rsrs.

Mas não foi sempre assim, a chegada de um bebê transforma sua vida radicalmente, mesmo quando são tranquilos há uma demanda que muitas vezes só a mãe pode atender (nos casos de amamentação exclusiva). Eles sempre acordam de madrugada para mamar e toda essa rotina - amamentar, por para arrotar, troca fraldas, ninar - é simplesmente exaustiva! Minha filha mamou até 01 ano e 03 meses e ainda acordava de madrugada para mamar. Conheço mães que simplesmente a criança não dorme a noite toda e, meu querido(a) leitor(a) ficar por um longo período sem dormir a noite toda é punk! Desejo master no primeiro ano do bebê - uma noite de sono completa.. básica de 08 horas seguidas!!

Ainda sobre o tempo aprendi a ter um tempo só para mim para fazer o que gosto como ler um ou vários livros, estudar, me cuidar. Umas das coisas que não abro mão é de me sentir bem comigo mesma. Nem sempre temos dindin para irmos ao salão mas podemos em casa mesmo dar um "jeitinho" - um banho quente ouvindo a música que você gosta pode ser revigorante. Te convido a refletir em tudo que te faz bem e que esteja ao seu alcance para fazer. Se você é mãe lembre-se que antes disso você é mulher e precisa se amar para amar seu bebê e seu marido.

Uma vez li de uma mulher que admiro muito que a mulher é a alma do lar, quando estamos bem tudo flui bem, mas quando estamos mal tudo ao nosso redor adoece. Você tem tirado um tempo para você? Não vivo um faz de contas em que acordo e vou dormir cantando, isso só acontece em contos de fadas, mas cabe a mim fazer minha rotina e da minha família mais leve ou não, entende?

Tempo para amar.. estamos vivendo numa época tão rancorosa e melindrosa que esquecemos ou deixamos de amar. Quando lemos que devemos "amar o próximo como a nós mesmos" inclui tudo, até dedicar nosso tempo para ele. Essa semana foi o dia dos namorados e mesmo sendo uma data comercial não faltaram declarações nas redes sociais para os apaixonados, mas mesmo assim vi pessoas se dizendo "enjoadas" por tantas fotos e declarações - quando a alma está azeda nada fica bom. Mais amor, por favor!!

Enfim, encerro esse texto agradecendo pelo seu tempo aplicado aqui, afinal é o que temos de mais precioso pois ele não volta atrás.. estamos sempre correndo e ele, o tempo, vencendo no final.

"Quem sabe faz a hora não espera acontecer"



terça-feira, 5 de junho de 2018

Maternidade

Quando nasce uma mãe?

Essa é uma pergunta que alguns fazem - ser mãe é quando descobre a gravidez ou quando nasce o bebê? Sinceramente para mim vai desde o planejamento, pois já ajustamos ou pensamos em como será nossa rotina com a chegada do bebê.

É algo que acompanha pelos 09 meses da gestação e vai para um novo nível quando ele nasce. Há um turbilhão de emoções e hormônios que nos acompanham e regem nossos sentidos. Cada detalhe para a chegada do bebê, cada consulta e exames realizados nos levam para uma grande expectativa para ao grande Dia. E nenhum conselho ou curso te prepara de verdade para esse encontro, e mesmo as mães do coração (adoção) podem também descrever que a primeira vez que os olhares se encontram tudo se transforma. Ah esse olhar... você leva essa imagem com emoção todos os dias da sua vida.

Nasce o bebê, nasce a mãe e o pai. Gerar é uma caixinha de surpresas e ser pais diariamente te traz um novo ensinamento. É superar cansaço, fome, noites mal dormidas, cólicas, choro, refluxos, seios rachados, mas receber um olhar que faz tudo valer a pena. Sorte de que tem um pai que chega junto e entende que esse trabalho não é só da mãe. Sorte do pai que entende isso e tem essa oportunidade. 

Ainda me lembro das madrugadas que levantava para amamentar e recebia o olhar que me cativava. Minhas manhãs nunca mais foram as mesmas pois recebo o melhor "Bom dia" que poderia receber - vale a pena!

Hoje minha filha já tem quase 06 anos (ela está na contagem regressiva para o aniversário) e eu continuo renascendo como mãe. Renasço quando ela executa tarefas sozinha que antes dependiam de mim para fazer; renasço com as novas descobertas na escola; renasço ao ouvir sua oração antes de dormir; renasço quando ela fala com amor sobre Jesus; renasço quando fala de seu desejo de ser cientista (profissão do momento porque um dia já quis ser cantora); renasço que ela diz que sou a melhor mãe que uma filha poderia ter. Ela está crescendo e eu também, está amadurecendo e eu também e o meu grande desejo é que nosso olhar continue se cruzando por muito e muito tempo.

"Promete cuidar bem dos seus cachinhos
E sempre me abraçar quando eu chegar 
Promete sorrir sempre com os olhinhos 
E cantar cantigas na sala de estar" Promete - Ana Vilela



Fonte - arquivo pessoal

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Empreendedorismo

Preparando-se para a festa!

Já parou para pensar quanto tempo levamos para organizar uma festa? Independente do tamanho e do bolso todos nós, em sua maioria, temos por costume pensar e organizar tudo para que saia da melhor forma possível.

Me lembro que para a festa de 01 ano da minha filha fomos ver vários salões de festas (ela devia ter em torno de 03 meses quando começamos), daí vem o tema, buffet, decoração, lembrancinhas, lista de convidados - acho que isso dá um outro post lá na área de maternidade, né? rsrsrs

O que desejo chamar sua atenção é que, assim como para ter uma grande festa é preciso organização financeira e de tempo o mesmo se aplica ao empreendedorismo. Uma coisa que aprendi na marra foi que quanto mais informações você tiver na hora de ter seu negócio próprio menor serão os erros pelo caminho.

Como disse no primeiro post, meu início no empreendedorismo foi a junção de motivação e oportunidade de negócio. Não tinha dinheiro guardado, não tinha conhecimento na área, mas tinha muita vontade de fazer dar certo e isso, podem acreditar, não é suficiente! Em menos de 02 meses de negociação eu peguei uma loja sem saber como era, qual o meu custo diário, como mostrar meu produto, mexer no sistema e fora as "surpresas" não contabilizadas mas que eram necessárias para o andamento do negócio. Tive um treinamento, mas o dia a dia me mostrava uma outra realidade. Ainda bem que tinha uma equipe muito bacana e aprendi muito com elas - Ah! Isso tudo com uma bebê de 07 meses que na noite anterior a abertura estava comigo no shopping, depois das 22 horas para montar tudo para as 10 horas do dia seguinte. (não me julguem, a necessidade faz a ocasião).

A partir dai foi necessário conciliar meus horários entre cuidar da bebê, casa, ida a loja e administra-la via home office , meus fins de semana e feriados eram deixar a filha na casa das avós e correr pro shopping para acompanhar mais de perto nos dias de grande movimento. O primeiro ano foi maravilhoso, mas depois.. só caindo até fecharmos.

Em resumo, vou compartilhar algumas dicas aqui das minhas experiências e espero te ajudar e estimular a seguir em frente:

  • Faça algo que você se encontre ou goste - quando fazemos aquilo que gostamos conseguimos colocar ali nossa paixão. As dificuldades vão chegar, mas quando temos certeza daquilo que fazemos ou vendemos, elas se tornam degraus para irmos mais alto, além disso seu cliente percebe quando há verdade naquilo que você produz
  • Pesquise - use a internet ao seu favor! Veja que são as referencias na área que você deseja atuar, agende um atendimento no SEBRAE RJ, ele é um grande aliado pois possui palestras gratuitas para quem deseja se inscrever no MEI (Micro Empreendedor Individual), dá consultoria e realiza fóruns específicos de acordo com a área de atuação. (veja qual a unidade mais perto na sua cidade).
  • Crie uma rede de apoio - ninguém faz nada sozinho e sempre vamos precisar de outras pessoas para fazer nosso negócio acontecer. Seja em casa na distribuição de tarefas para você ter mais tempo para se dedicar ao negócio; nas rodas de amigos para ajudar na divulgação; no networking buscando parcerias de negócios para compartilhar suas experiências e informações. Quando começamos do zero, assim como eu comecei, é necessário estar cercada de pessoas para fazer acontecer.
  • Ter muitas pessoas fazendo ou vendendo o mesmo que você não significa que não vai dar certo, por isso disse para você se dedicar ao que ama de verdade. Muitas lojas vendem sapatos de criança? Sim, mas só eu posso atender da forma que eu atendo - esse é um diferencial e você deve buscar o seu para se destacar na multidão.
  • Ao divulgar nas redes sociais busque referências para te guiar - Hoje temos muitas opções (boas e ruins) e quanto mais acertarmos menos tempo e dinheiro desperdiçamos. Assim como eu encontrei a Karina Marangoni que é especialista em Marketing Digital para vendas de produtos e serviços para mães, você deve buscar quem se interesse em alavancar negócios da sua área. O marketing digital é uma grande ferramenta e não podemos abrir mão disso para alcançarmos novos clientes e mantermos os que já temos - relacionamento é fundamental!
Enfim, não há mágica e as coisas não acontecem de um dia para o outro. Ser empreendedora é ralar muito até dar certo, a diferença está no quanto você quer isso para chegar no "dia de festa". Hoje na minha empresa ver um pedido subir na tela é uma grande festa; ter um retorno do cliente feliz por ter comprado conosco é uma grande festa; comprar e pagar meu fornecedor é uma grande festa! Cada passo faz essa caminhada. Por isso prepare-se, informe-se, organize-se para viver da "festa" que você tanto deseja.



segunda-feira, 21 de maio de 2018

Muitas em uma

"Ela busca lã e linho, e trabalha de boa vontade com suas mãos.
Como o navio mercante, ela traz de longe o seu pão.
Levanta-se, mesmo à noite, para dar de comer aos da casa, e distribuir a tarefa das servas.
Examina uma propriedade e adquire-a; planta uma vinha com o fruto de suas mãos.
Cinge os seus lombos de força, e fortalece os seus braços.
Vê que é boa a sua mercadoria; e a sua lâmpada não se apaga de noite."


O trecho do poema acróstico acima relata uma mulher no período de 971-931AC no reinado de Lemuel e mesmo sendo de um tempo tão distante não se difere muito da nossa rotina atual. Seja você do time que trabalha fora, em casa e fora ou apenas em/de casa, o papel da mulher continua sendo fundamental.

Por muitas vezes me peguei analisando esse texto e me perguntava: essa mulher existe? Hj posso dizer que sim quando me olho no espelho, talvez nem sempre realizando todas as tarefas num mesmo dia, mas sabendo enxergar as prioridades é possível realiza-las. Outro ponto desse texto é que ela "sabe que sua mercadoria é boa" - não venda ou faça nada que você não consumiria. Acreditar e ter paixão pelo que faz é um grande diferencial entre tantas concorrentes, seus consumidores sabem se há verdade ou não no que você faz, aposte nisso! Observe também que ela sabe delegar as tarefas, então não carregue tudo em suas costas, ninguém faz nada sozinho! Se estamos em família todos devem saber o seu papel e se ajudarem mutuamente como uma boa equipe.

Somos muitas em uma só... conseguimos desempenhar diversas funções até ao mesmo tempo. Durante um período trabalhei na minha área de formação, fui secretária executiva de vários diretores e por muitas vezes estava atendendo ao telefone, redigindo alguma informação, rádio na outra orelha (sou da fase em que ter rádio Nextel era um must.. rsrsr) e com alguém na minha frente. Um verdadeiro se vira nos 30! E isso não é distante da nossa realidade no dia-a-dia, enquanto estamos cozinhando vamos executando diversas outras tarefas e dando um cheirinho no cangote do filho que vive a rodear nossas pernas.

A vida da mulher moderna não se resume a apenas ao trabalho ou a casa e os filhos. Hj, com os avanços tecnológicos podemos estar fora e acompanhar nosso filhos on time pela câmera da escola ou trabalhar de casa, vendendo, prestando serviços, fazendo cursos on line e suas especializações. Já pensou nas suas possibilidades?

Te convido a se analisar ... somos capazes de fazer muito além do que imaginamos. Eu sou prova disso!




quinta-feira, 17 de maio de 2018

Boas vindas!!


Uauuu... dizem que o primeiro a gente nunca esquece, então esse registro vai ficar para sempre em minha memória e espero que eu consiga alcançar isso em você também.

Sou Tatiane, formada em Secretariado Executivo, casada, mãe da Maria Eduarda e uma mulher que após a maternidade se viu no grande dilema: "continuar trabalhando? Cuido exclusivamente do bebê? Monto meu negócio?" Sei que muitas se quer tem essa opção, mas sempre pensamos em como vamos conseguir conciliar tudo tendo um ser lindo que depende de você por completo.

Optei por sair do meu trabalho e após alguns meses me deparei com a possibilidade de ter meu próprio negócio dentro da área que se tornou meu mundo - sapatos para crianças. Sempre tivemos a vontade de empreender, mas em que? como? quanto custa? Algumas dessas respostas só descobri pelo caminho, mas enfim encontrei o meu lugar.

Já se passaram 05 anos e com muitoooooss percalços pelo caminho. Não pensem que enriqueci, muito pelo contrário, tive que aprender a duras penas que empreender não é nada fácil e que nada facilita o micro empresário. Mas.... continuo atrás do meu sonho e a cada dia tentando melhorar em todas as áreas da minha vida.

Não paro de estudar .. de buscar novos meios de chegar até você. Por isso estou aqui e quero compartilhar com você cada uma das minhas idéias, frustrações (porque nem só de flor vivemos, não é?), dicas de empreendedorismo e outras coisitchas mais -Vamos juntas compartilhar experiências!

Enquanto escrevia esse texto minha filha me chamou umas 30 vezes, daí parei, dei atenção, volta para o raciocínio e continua escrevendo. Assim somos, muitas em uma só.

Num dia-a-dia corrido entre marido, casa (tuuuuudo da casa), filha, dever de casa, clientes, loja virtual, família, igreja, amigos e um tempo só para mim, trabalhar em equipe é fundamental, assim a rotina se torna mais leve e temos tempo para ficarmos e fazermos o que queremos. Aqui cada um faz uma parte, isso inclui minha pequena que já tem as tarefas dela, tá! Mas isso é assunto para outra postagem...

Ah, se você percebeu sou mãe da Maria; já do João... um dia quem sabe ;-)

Foto - arquivo pessoal




Maternidade

Há tempo para tudo... Esses dias me peguei pensando nisso e vi e ouvi de várias formas sobre ter tempo, saber viver o tempo. E como reclam...